História do Corinthians

História do time do Corinthians

Era 1º de setembro de 1910 quando cinco operários – Joaquim Ambrósio, Carlos da Silva, Rafael Perrone, Antônio Pereira e Anselmo Correia – se reuniram com mais oito rapazes e fundaram o “Sport Club Corinthians Paulista”, após assistirem a uma partida de uma equipe de futebol da Inglaterra.

O presidente escolhido por eles foi o alfaiate Miguel Bataglia, que já no primeiro momento afirmou:

“o Corinthians vai ser o time do povo e o povo é quem vai fazer o time”

Da primeira coleta à compra da primeira bola de futebol do clube pouco tempo passou. Na verdade, apenas uma semana. Um terreno alugado na Rua José Paulino foi aplainado e virou campo e foi lá que, já no dia 14 de setembro, o primeiro treino foi realizado diante de uma platéia entusiasmada que garantiu: “este veio para ficar”.

De partida em partida o time foi se tornando famoso, mas era ainda um time de várzea.

Origem do mascote do Corinthians

No ano de 1913, o Corinthians pleiteou uma vaga junto à Liga Paulista de Futebol e foi aceito, tornando-se assim o quarto dos chamados “três mosqueteiros” (os outros eram Americano, Germânia e Internacional), daí a origem do mascote corinthiano.

Grandes craques passaram pelo Corinthians em sua história quase centenária. Nomes como Neco, Luizinho, Cláudio, Baltazar, Gilmar, Rivellino, Sócrates, Biro-Biro, Ronaldo, Neto, Marcelinho Carioca, Dida, entre outros, são lembrados até hoje e tidos com muito carinho pela Fiel Torcida.